#Conheça o Enegrecer

Pretendemos analisar e compreender o que influencia a participação de negras e negros nas disputa de espaços de decisão!

Para isso, produzimos ferramentas e narrativas para apoiar pessoas negras comprometidas com direitos humanos que desejam fazer essa disputa em 2020.

Somos juntas: Bigu Comunicativismo, Blogueiras Negras, Coletivo de Mulheres Negras Maria-Maria, Fórum Marielles, Mulheres Negras Decidem, Rede Nacional de Feministas Antiproibicionistas e Observatório Feminista do Nordeste.

Perguntas Frequentes

1

Somos uma iniciativa nacional composto por sete organizações da sociedade civil parceiras, sediadas nos estados da Bahia, Pará, Pernambuco e Rio de Janeiro: Bigu Comunicativismo, Blogueiras Negras, Coletivo de Mulheres Negras Maria-Maria, Fórum Marielles, Mulheres Negras Decidem, Rede Nacional de Feministas Antiproibicionistas e Observatório Feminista do Nordeste

2

Coletamos dados, comunicamos verdades e provocamos uma rede de suporte para que mais pessoas negras reúnam mais capacidades de mudar a correlação de forças nas decisões sobre nossa sociedade.

3

Fomentar pessoas negras a disputar e ocupar cargos de decisão, por meio da análise de contextos políticos que influenciam a participação delas nos processos de disputa de espaços de poder.

4

Segundo TSE, em 2018, 8 de 100 candidatas/os se declaravam negras/os. Na atual composição da Câmara Federal, menos de 25% são negras/os. São números aquém da representação que queremos politicamente.

Números & Dados

4%

das candidaturas eleitas em 2018 para as Câmaras Federais se autodeclaravam negras
Fonte: TSE

24.3%

dos deputados e deputadas federais se autodeclaram negros e negras
Fonte: Agência Câmara de Notícias

50%

foi a taxa de aumento no número de mulheres negras, indígenas e brancas na Câmara Federal em 2019 em comparação a 2015
Fonte: Site Gênero e Número

13

mulheres negras apenas fazem parte da composição da Câmara Federal
Fonte: TSE

Participe!